Os Efeitos do Aspartame em Saúde

O aspartame é, sem lugar a dúvidas, o adoçante mais polêmico de todos os que existem no mercado. Autorizado pelas Agências Alimentares, mas com uma sombra de dúvida sobre os seus efeitos sobre o organismo, tem tantos detratores como admiradores. Vejamos o que há por trás deste poderoso adoçante.

O aspartame é um adoçante mais utilizado na indústria de alimentos. Ele compreende apenas 60% do mercado de aditivos edulcorantes não calóricos. Além disso, o aspartame produzido pela empresa NutraSweet, pertencente ao grupo Monsanto (uma controversa multinacional americana, definida em muitas ocasiões, como a empresa mais poluente do mundo, entre outras coisas).

Se a isso o unirmos que está no mercado a mais de 30 anos desde que foi submetido a processos regulatórios e que importantes interesses de empresas farmacêuticas (como a Monsanto) influenciaram na sua aprovação, já temos muitos motivos para pensar que não é um produto muito inócuo, muito pelo contrário.

Conteúdo do post

O que é Aspartame?

Trata-Se de um adoçante muito popular. Seu nome na indústria é E-951.É o principal substituto do açúcar em muitos produtos light, entre eles a coca-cola ainda se pode encontrar na maioria dos refrigerantes light, refrigerantes sem açúcar, os chocolates, muitos doces e compotas.

É formado por 3 componentes: fenilalanina, ácido aspártico e metanol.

Perigos e Efeitos Colaterais do aspartame

O principal problema é como se metaboliza o aspartame. A sua distribuição no corpo é cumulativa, já que é absorvida muito rapidamente, mas é liberado lentamente. Este problema fica maior devido a que a maioria dos

Desde 1984, foram feitos estudos sobre os efeitos secundários do aspartame, mas não alcançaram a sua proibição ou pela AESA (organismo de controlo europeu) ou pela FDA americana.

O aspartame é viciante

Precisamente a forma de metabolizarse é por isso que se descobriu que é um adoçante que pode criar dependência, já que afeta o mecanismo de ação da dopamina no cérebro.

O Aspartame muda a proporção de aminoácidos no sangue e também de alguns hormônios como a dopamina e a tirosina.

O aspartame e o câncer

Neste aspecto se que existe muita controvérsia. Estudos independentes garantem que o aspartame produz câncer, enquanto outros estudos, alguns financiados a 100% por empresas da indústria do aspartame) garantem que não é.

O certo é que, actualmente , o que por sua vez também não é uma prova de que a segurança da substância.

O que se parece conclusiva é que, para que se produzam os efeitos secundários descritos seria necessária uma dose enorme de este adoçante. Em torno de umas 30 latas de coca-cola ou qualquer outro produto que esteja adoçado com aspartame.

O aspartame e os transtornos mentais

O aspartame interrompe o funcionamento da fonte de energia da célula, mas isso pode-se dizer de todos os adoçantes artificiais, mas é muito provável que se possa gerar uma série de efeitos sobre o sistema nervoso. Podem ser especialmente vulneráveis as pessoas com um histórico de depressão.

O aspartame pode influenciar o estado de espírito, já que, como vimos, muda a proporção de alguns hormônios. Inúmeras reclamações dirigidas à FDA sobre esta relação, não levaram, porém, a sua proibição.

O aspartame e o aumento de peso

Não deixa de ser paradoxal que as bebidas light que têm aspartame se tenham associado com um aumento do excesso de peso. E, especificamente, com uma concentração de gordura abdominal.

Não ativam no cérebro os mecanismos de satisfação de alimentos. Além disso, depois de ter consumido alimentos com aspartame, não só não aparece a sensação de saciedade se não que, mesmo se aumenta a sensação de fome. É o duplo efeito de adoçantes. Já se sabe que quanto mais doces comem, mais aumenta o desejo de comê-los. Se os doces têm aspartame, os consumidores pensam que não há nada de errado em comer carne porque tem menos calorias. E, muitas vezes, são acompanhados de alimentos pouco saudáveis: coca-cola light com hambúrguer, refrigerantes, pães, etc.

O Aspartame e o Armazenamento de Gordura

Como temos visto em sua composição o aspartame contém fenilalanina e aspartato. Ambas provocam o armazenamento de gordura, já que interferem com a insulina e a leptina, hormônios que influenciam o metabolismo e acumulação de gordura no corpo.

Além dos efeitos do aspartame, pode-te interessar:

Receba as atualizações em seu e-mail: 🙂 é muito mais confortável. Votação dos leitores [Total:1 Média:5/5]

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *