O que perguntar numa entrevista de emprego? Direitos que devem ser assegurados

Desde a aprovação da flexibilização das leis trabalhistas ficou ainda mais necessário que o empregado confira os detalhes da vaga que se candidata para saber as especifidades do emprego e botar na ponta do lápis se será vantajoso a oportunidade. Afinal, sem a garantia de todos os benefícios – fenômeno de pejotização – o salário deverá ser maior para que o empregado consiga fazer a administração destes extras à parte. Por isso, aqui está as indicações que vão te dizer onde arrumar um emprego em 2020, afinal, de nada adianta registro com experiência que não vale a pena, não é mesmo?

O que perguntar na entrevista de emprego?

Essas são as perguntas que deverá fazer caso seja chamado para uma entrevista de emprego:

FGTS

O empregador é obrigado a descontar 8% do salário do empregado referente à vaga de emprego em uma conta bloqueada. O acumulado poderá ser retirado na aposentadoria, usando-se para a aquisição de habitação própria ou para o caso em que ocorra demissão sem justa causa. Neste caso, o empregador é obrigado a pagar 40% do fundo ao empregado.

Salário

Deve ser pago em moeda corrente do Brasil, necessariamente, até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado.

Horas extras

São permitidas duas por dia, com remuneração extra de 50% do valor da hora. As horas extras habituais integram a remuneração do empregado, para o cálculo de férias, gratificações, aviso prévio e FGTS. É possível para a empresa não pagar as horas extras prestadas, desde que o período de trabalho seja menor, ao outro dia. No Brasil, essa prática é conhecida como “banco de horas”. 

Trabalho noturno

É todo o trabalho executado entre as 22 horas de um dia e as 5 horas do outro.

Carga horária

Funcionários de qualquer categoria e área devem seguir a carga horária de oito horas por dia ou 44 horas por semana, com um dia semanal de descanso.

Intervalos de repouso

Não são contados na duração do trabalho. São obrigatórios por, no mínimo, uma hora. Em período menor de trabalho, que não exceda quatro horas, deve durar 15 minutos. Algumas funções possuem intervalos especiais, como as de inserção de dados, em que, a cada período de 50 minutos consecutivos, corresponde um descanso de 10 minutos.

Descanso semanal

Todo trabalhador tem direito a um descanso semanal remunerado de 24 horas consecutivas, normalmente aos domingos.

Férias

Depois do trabalho integral, realizado durante mais de um ano, o empregado tem o direito de 30 dias de férias e a receber mais um terço do valor do salário, como bônus. Ainda é possível vender até 10 dias de férias. Os empregadores dão férias coletivas quando lhes convém.

Vale alimentação

Não tem natureza salarial, a não ser que seja concedida gratuitamente ao empregado, nas dependências da empresa.

Vale transporte

Se o transporte é concedido para a execução dos serviços, não constitui salário utilidade. No caso de que seja concedido como forma de substituir uma necessidade do empregado, a de mover-se no percurso casa-trabalho-casa, é salário utilidade.

Licenças e benefícios, como Licença Maternidade e Paternidade

É concedido de forma remunerada por 120 dias para a empregada que vai ter um filho. Os salários são pagos pelo empregador e descontados por ele dos aportes habituais devidos à Provisão Social. A legislação proíbe as empresas de demitir a empregada grávida sem justa causa a partir do momento da confirmação da gravidez e até cinco meses após o parto.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *