Como conseguir emprego pelo Linkedin? Segredos para usar a rede social para buscar vagas

O Linkedin se tornou uma rede boa para buscar emprego porque usando a rede social profissional também se compartilha informação  sobre setores, profissão, orientação profissional, informações do mercado de trabalho… Entre outras coisas que podem ser úteis tanto para o empregador como para o empregado.Sendo assim, conseguir um emprego muitas vezes acaba sendo uma consequência para quem usa o linkedin.

O objetivo da rede social não é o recrutamento, mas sim o de relacionar os profissionais, seja porque buscam esse perfil, ou porque trocam informações sobre a profissão, por exemplo. Obviamente, falando de trabalho e relacionando com profissionais, mais cedo ou mais tarde sairá a oferta.

Como o Linkedin pode te ajudar a procurar emprego?

  • Coloque nosso perfil profissional, de forma acessível na rede, para que quem quiser, pode observar.
  • Em um processo de seleção, se você estiver inscrito em alguma oferta, os recrutadores analisam, por norma, os seus perfis na rede, sobretudo, no Linkedin.
  • Favorece a conexão e o estabelecimento de contatos que, bem escolhidos, e promover e cuidar das relações, permite a possibilidade de que floresçam oportunidades de emprego.
  • Publica ofertas de emprego na sua categoria “ofertas”, mas também nas páginas das empresas (algumas têm a aba de emprego) e os grupos do Linkedin. Também, seus contatos compartilham ofertas como uma publicação e te ajudam a ficar sabendo sobre novas vagas;
  • Empresas buscam no Linkedin perfis de forma direta, sem publicar ofertas.

Como conseguir emprego pelo Linkedin?

Primeiro temos de considerar que no Linkedin, temos de investir muito tempo. Não é uma rede de 5 minutos por dia. Temos de fazer mais. O que é o que temos que fazer no Linkedin para serem considerados?

Saber que utilidade tem o Linkedin, para que eu quero estar nesta rede, quanto tempo dedicar e perfil que eu vou indicar.
Temos que ter clara a estratégia no Linkedin. Temos de levantar cerca de objetivos mensuráveis para conhecer o alcance de nossas ações nesta rede.

Ter um perfil no Linkedin completo e bem escrito. O perfil é avaliado (começando, perito, eminência…). Isto serve, entre outras variáveis, para posicionar os CV’s em uma possível pesquisa. A Linkedin não lhe interessa posicionar perfis incompletos ou mal desenvolvidos, pois geraria para as empresas que procuram perfis uma sensação de ineficácia da rede para encontrar perfis profissionais.

Participar no Linkedin, tomar a iniciativa: recomendar comentários, participar em grupos do Linkedin, comentar, validar conhecimentos, fazer recomendações, debater, compartilhar, elogiar, enviar mensagens para contatos do Linkedi e manter sua presença ativa na rede.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *